Monday, September 17, 2012

Insta Mondays: Pack your bags and go!

Em exatos 15 dias embarco para o meu "favorite place in the world": NYC! Para muitos vai parecer cedo demais, mas em face de tudo o que tenho de compromissos nas próximas semanas, já me adiantei e deixei as malas prontas! Não sei se vocês acompanham a Susan Miller, mas li meu horóscopo desse mês e quase morri... Então nada melhor do que me precaver e já me adiantar à tsunami que está por vir! Como gosto de planejar a mala com calma, nada melhor do que aproveitar para já deixar tudo pronto...
Uma mala bem feita é para mim quase que uma arte: não é sempre que acerto, mas sinto um orgulho delicioso quando consigo voltar para casa pós viagem sem ter nenhum percalço com a bendita mala. Mas afinal de contas, o que é uma mala bem feita?!

A lista principal

Eu sempre começo uma mala com uma lista (hahahaha, lógico que a minha mania de listas não ia ser esquecida)! Primeiro listo os dias e as noites que passarei no local, em seguida checo as médias de temperatura no meu destino para ter certeza que estou planejando a mala para a média certa. A partir daí eu tento listar se possível o que pretendo fazer em cada dia e se tenho algum programa especial e que precise de uma roupa diferente. Por exemplo, na viagem de NYC vou trabalhar 7 dias, então já sei que precisarei de roupas de trabalho para esses dias. Terei também 4 dias livres e aí posso apostar nas roupas de final de semana. Também já sei todos os restaurantes em que vou jantar, e posso programar a roupa adequada para cada um deles. Além disso também sei que não vou pular os treinos de corrida e corro também uma prova de 10k no ultimo dia, então preciso levar roupa de ginástica. Tão vendo? É quase uma ciência! Essa lista fica dividida pelos dias e em duas colunas, uma do que vou vestir de dia e uma com o que vou vestir de noite.

Otimizar o uso das peças

Ao mesmo tempo, mantenho uma lista paralela aonde nomeio cada item que estou colocando na mala e quantas vezes ele aparece na lista principal, e assim posso controlar quantas vezes vou usá-lo na viagem. O objetivo da lista paralela é levar só itens que possam ser aproveitados ao máximo, ou seja, que possam ser combinados entre si. Se percebo que por exemplo pretendo usar um cardigan apenas uma vez, já elimino e tento substituir por alguma outra peça da lista e que já está sendo aproveitada mais vezes. Assim não corro o risco de carregar peso à toa.

A realidade das compras

Sei que sempre vou comprar algo na viagem, então passar aperto com certeza não vou. Até para as compras existe um certo planejamento. Em viagens para a Europa não costumo fazer muito isso porque não costumo enfiar o pé na jaca em Euros... Hahahaha... Mas quando vou para NYC tento sempre fazer uma limpa no armário antes para saber o que estou realmente precisando. Se já sei que vou comprar uma calça preta nova para trabalhar, nem me preocupo em levar 2 delas, já coloco uma só na mala da ida, sabendo que lá compro a outra.
Lógico que sempre tem as compras de momento, mas tento minimiza-las ao máximo e sempre recorro à lista do que realmente estou precisando para não cometer exageros.

Os sapatos

Aquela coisa de levar um sapato diferente para cada dia é uma armadilha. Ninguém em sã consciência quer passar a viagem carregando na mala um monte de sapatos que nem vai usar... Primeiro porque simplesmente eles costumam pesar e ocupar espaço. E depois porque ninguém aqui é centopéia. No caso dessa viagem sei que vou andar muito, então dou preferência às sapatilhas e tento levar apenas um salto coringa para dar um "up" no visual se necessário. Então para uma viagem de 10 dias como essa levo duas sapatilhas (se alguma machucar o pé tenho a outra para revezar), um salto, e um tênis para correr. Como não vai estar frio não preciso de uma bota, mas se precisasse já usaria ela no pé no aeroporto, assim não preciso carrega-la na mala.
Sempre levo uma havaiana para onde quer que eu vá, sempre quebra o galho e é ótima para ficar no quarto do hotel.

Cadê o glamour que estava aqui?

Tenho uma inveja absoluta daquelas pessoas que conseguem viajar com uma mala pequena... Acho Chic! Sério não existe nada de glamouroso em sair de casa com cinco malas gigantes... Hahahaha nada mais cafona do que chegar no aeroporto parecendo uma sacoleira! Hahahaha E toda vez que isso me acontece (atire a primeira pedra quem nunca teve que comprar mais uma mala
no meio da viagem para acomodar o exagero nas compras...) fico morrendo de vergonha e ainda me pergunto porque foi que comprei tanto. Então quando estou fazendo a mala da ida tento ao máximo fazer uma mala inteligente. E quando estou fazendo as compras tento ao máximo racionalizar com o que já tenho, para não voltar parecendo uma louca descontrolada!

A paleta de cores e os acessórios

O ideal é escolher uma paleta de cores definida. Nessa viagem é o preto e o cinza. São dois tons neutros e que me ajudaram muito nas combinações. Assim levo menos peças, mas ainda assim não repito nenhum look por inteiro. Para dar uma animada levo uma bolsa diferente para a noite, um lenço colorido, um colar diferente... Enfim acessórios são a melhor forma de mudar um look e não costumam pesar na mala.

Não tenha medo

Não tenha medo de que vai faltar algo... O máximo que vai acontecer é ou ter que lavar algo durante a viagem (quem nunca?!) ou se estiver num destino fácil como NYC compra lá. Por exemplo, a camisa branca pode ir para a lavanderia depois que usou uma vez. Muitas vezes por medo de passar apuro colocamos um montão de coisas na mala que acabamos nem usando. Ou seja, simplesmente levamos os itens para passear. Hahaha... Mesmo que seja o maior calor, levo um casaco coringa, assim se virar o tempo tenho uma solução. Tento levar sempre um cashmere, pois é sempre leve e bem quentinho e pode quebrar um galho. Deu para entender o espírito né?!

A bendita necessaire

Se conheço o hotel e já sei qual o modelo de secador que ele oferece, já logo dispenso o secador de cabelo. Na minha necessaire tudo tem que ser miniatura: ou via versões "travel size" ou via aqueles potes que nós mesmo enchemos. Não faz sentido algum carregar um vidrão de shampoo se vou passar apenas 10 dias fora...

Tudo isso para ter certeza de que não vou carregar peso extra. Tenho fé que ainda vou virar aquela pessoa elegante que viaja com apenas uma mala! Depois de tudo isso, só posso dizer boa viagem!!!!

No comments: