Wednesday, May 6, 2009

7 Lições para um "working wardrobe"

Ontem tive a última aula do curso do FIT "Color for Wardrobe Planning" com a Carol Davidson e eu preciso dizer que mais que recomendo! Além da Carol ser uma excelente profissional, ela é uma daquelas pessoas que tem um dom na sala de aula sabe? Ela me fez enxergar o meu closet com outros olhos e gostei muito da metodologia dela!
Queria contar quais foram os melhores aprendizados, pois eles são perfeitos para essa época de liquidações e sample sales! E vou usar essa palavra mesmo, são aprendizados e dicas, não são fórmulas tipo 1+1=2.

Lição #1: A closet full of clothes vs. a working wardrobe
Vocês já tiveram aquela sensação de que o seu closet está cheio de peças orfãs??? Orfãs são aquelas peças que vivem sozinhas e abandonadas, ás vezes são até bonitas e estão sempre na frente do armário implorando para sair, mas você simplesmente não consegue sair com elas. Um "closet full of clothes" está cheio dessas peças orfãs e normalmente te dá uma sensação de que você tem muuuuuita coisa, mas ao mesmo tempo sente que não tem o que vestir! Já um "working wardrobe" é o closet ideal, pois ele não tem peças orfãs e tem muitas possibilidades de combinação. Ele não precisa ser lotado e tem que ter um mix ideal entre tendências e roupas que simplesmente favorecem você! Temos todas que trabalhar racionalmente para chegar a um "working wardrobe"!

Lição #2: conceito 20/80
Pare para pensar sobre quais as roupas que estão no seu closet que realmente você usa. Seja fria e calculista nesse momento, e nada de pensar que você não usa uma determinada peça há milhões de anos, mas que vai usar um dia! Depois de pensar nisso você por acaso chegou a conclusão de que você usa constantemente apenas 20% do seu closet, 80% do tempo? Definitivamente é o meu caso e nunca tinha parado para pensar nisso. Um verdadeiro "working wardrobe" deveria quebrar esse conceito, aumentando a porcentagem das peças que você realmente usa. Uma vez ouvi também que uma forma de analisar isso, para aquelas pessoas que tem dificuldade em racionalizar o armário, é virar todos os cabides do seu closet ao contrário, aí cada vez que você usar uma peça você volta o cabide para a posição normal. Depois de 6 meses pare e analise para ver quais cabides continuam virados ao contrário (com a abertura virada para fora, e não para dentro do armário como é o normal!

Lição #3: distribuição de peças e combinações
Um verdadeiro "working wardrobe" tem uma proporção de 4 partes de cima (blusas, camisas, malhas...) para 1 parte de baixo (calça, saia, bermuda,...), portanto cada parte debaixo deve te dar pelo menos 4 possibilidades de outfit. Isso não é uma regra absoluta, porque realmente não acho que fórmulas trabalham tão bem no closet, mas acho que é uma idéia para se ter em mente, pois nos ajuda a perceber se o que falta no nosso closet algum tipo específico de peça! Comprar uma peça que não vai te proporcionar mais de uma possibilidade de combinação talvez não seja o ideal! Tenho que lembrar disso na hora das liquidações... Ter uma paleta de cores que funciona para o seu tom de pele é mais que ideal, mas ter um arco-íris dentro do armário pode não ser tão prático assim, então esse conceito da proporção ajuda também nisso: é melhor termo 1 peça de cor para cada 4 peças neutras. O mesmo para as estampas, é melhor ter 1 peça de estampa para cada 4 peças lisas, afinal de contas quem tem um closet lotado de roupas estampadas pode ter um problema na hora de coordenar as produções!

Lição #4: 2 seções de compras a cada temporada
É ideal que uma pessoa compre em dois momentos de cada temporada (primavera/verão e outono/inverno): uma vez no começo da temporada e uma vez no final da temporada na época das liquidações. Esse conceito ajuda bastante você a diferenciar o que realmente precisa do que você deseja em termosde tendências. A moda é realmente muito ciclíca, mas num tempo em que muitas tendências morrem tão rápido quanto nascem é preciso ter cuidado para não investir em peças sem ter a consciência de que pode ser que ela fique desatualizada rapidamente. No começo da temporada você deve fazer "compras investimento": as peças adquiridas nessa primeira fase devem ser peças que realmente fazem falta ou que realmente vão ser usadas constantemente durante aquela temporada. Já na segunda compra, aquela do final da temporada, você deveria comprar peças desejo, que são aquelas peças que você deseja muito ter, provavelmente ligadas a uma tendência específica, mas que não valeriam a pena se fossem comprada com o preço cheio, e por essa razão você só faz esse tipo de investimento nas liquidações! Faz todo sentido não?




Lição #5: qualidade vs. quantidade
Existe uma diferença brutal entre as peças investimento e as peças de tendência! As peças que você mais usa em seu armário, devem ser as peças de maior qualidade, pois como você usa muito, não vai querer que essa peça estrague depois de 10 lavagens certo. Então não adianta nada ter uma camisa branca sem qualidade e que vai ficar horrivel num curto espaço de tempo... As peças chave do seu guarda-roupa não precisam estar presentes em quantidade, e sim num número ideal comparado a qualidade. As peças de tendência também não devem estar presentes em quantidade, pois fazem com que uma boa parte do seu guarda-roupa fique sempre morrendo e ressuscitando (nem sempre) constantemente. E não confudam qualidade com preço alto, apesar de serem dois conceitos que andam juntos em muitos casos, não são uma regra e tenho muitas peças muito boas e que não foram necessariamente caras! Conclusão: um armário lotado e com muita quantidade certamente não é um armário funcional!

Lição #6: o que não tem erro?
Toda mulher não vai errar ao investir nas seguintes peças: camisa branca, calça no seu melhor tom neutro e com o corte que mais te favorece (não digo preto porque o preto não necessariamente é o seu melhor neutro), calça jeans com o corte e tom que mais te favorece, um bom par de sapatos escuros no seu melhor neutro, uma sandália dourada ou prateada, um conjunto de twin-set na sua melhor cor não neutra, um trench-coat, uma echarpe na cores e estampas que te favorecem, um vestido básico no seu melhor neutro, uma seleção de camisetas entre os seus melhores neutros e cores e uma bolsa-investimento. Lógico que a lista se extende por léguas, o conceito aqui é se perguntar quais as peças que são chave no seu closet? Quando você responder essa pergunta vai saber quais são as peças que realmente valem o investimento!

Lição #7: ajustes e reparos
Não deixe de ter na sua agenda uma lista de bons profissionais que vão te auxiliar a manter o seu guarda-roupa em ordem! Toda mulher deve ter na agenda uma boa costureira para ajustar e consertar as suas roupas, um excelente sapateiro para deixar seus sapatos e bolsas sempre novos, um tintureiro confiável para mandar lavar aquelas peças que não podem nem sonhar com a máquina de lavar comum. Essa listinha deve estar colada na porta do seu armário e nada de ter preguiça de levar as peças para a manutenção!

13 comments:

vivi said...

olá Cami, adorei as dicas!
Achei que este fosse um problema só meu, pois me acho um pouco desorganizada. A solução realmente é ter frieza na hora de reorganizar tudo, mas na prática é sempre muito difícil.
bjão

ione said...

Cami,
Excelente o post! Vou imprimir agora e deixar colado na porta do armário!!!
Posso mandar o link para os meus contatos - obviamente, citando a fonte?
Beijo,
Ione

peledepessego said...

Cami, esse post veio muuuito a calhar!!Eu to precisando demais reorganizar minhas roupas, bolsas e sapatos!!Meu quarto não é mto grande(meus irmaos ficaram com os melhores) e sofro com espaço. para isso, preciso arrumar ttudo mesmo. Enfim, prometi que so vou comprar uma pecinha sequer depois de arrumar e analisar o que realmente preciso, para criar um otimo "working wardrobe". Ja imprimi o post pra nunca esquecer essas dicas e amadurecer minhas ideias!!
Beijoos

peledepessego said...

Aaah, será que vc podia dizer aqui como voce organiza seus sapatos e bolsas, onde guarda,como, essas coisas??
Tá,se voce tiver um closet tipo que o Big fez pra Carrie, mostre mesmo assim pra gente babar, mesmo que nao dê pra seguir os exemplos...rs
beijão

Natália Bohrer said...

Ótimo post Camila!
Muito útil!!

Bjos, Nati.

Sabrina Petrola said...

Adorei o post. Dica da Ione !
Aliás, adorei o blog, especialmente essas dicas de Sample Sales ... acabei de ligar para uma amiga que está em NYC e contei os endereços de Tiffany e Gucci. Ela vai tentar .... ehhehehe.


Muito legal!

Beijo, beijo, beijo.

Sabrina Petrola said...

Adorei o post. Dica da Ione !
Aliás, adorei o blog, especialmente essas dicas de Sample Sales ... acabei de ligar para uma amiga que está em NYC e contei os endereços de Tiffany e Gucci. Ela vai tentar .... ehhehehe.


Muito legal!

Beijo, beijo, beijo.

Lily said...

a minha lista de itens essenciais é enooorme! mas tento administrar tudo numa boa. peças neutras realmente são curingas, só não dá pra ficar no preto-branco-e-bege a vida toda! então invisto numas "estampas neutras" pra varias as peças "neutras". rs
Tem dado certo! o que ainda não consegui foi a boa costureira!

adorei seu texto.

abraços.

Anonymous said...

parabéns pelo post!

Lu said...

maninhaaaa! ja q vc ta aprendendo a lidar com seu closet, tira tuuuuuudo o q vc nao usa, e me faz uma doacao!!! vou amar!!!!! nada de dar pra outra pessoa hein!

o blog ta fantastic

bjobjo

Cami said...

Meninas! Achi que esse post teve o recorde de comentários aqui no blog! Espero que o post tenha ajudado!!!

Tati,

Vou fazer um post sobre o meu guarda-roupa em breve! Principalmente porque tenho umas novidades nos próximos meses e o meu closet vai ter uma grande participação! Vai ser perfeito para dar umas dicas de organização!

Bjosss
Cami

Mariah JB said...

CAMIIIIIIIIIIII, ESPETACULAR ESTE POST!! VOU ATÉ FAZER UM LINK NO MEU BLOG TÁ?!

PS: VC VIU O MEU COMENTS PEDINDO INFORMAÇÕES DOS CURSOS DA FIT?

BEIJOS!

Cami said...

Mariah!!! Q bom q vc gostou!!! Pode por um link no seu blog sim!!! Bjao! Cami