Friday, July 29, 2016

Apple Bites: o que vem por aí

Uma das melhores coisas de NY é poder aproveitar a rica vida cultural da cidade! Eu que sou hiper fã de música e arte fico enlouquecida com tudo o que a cidade oferece! E os próximos meses vão ser especialmente incríveis!!!!

A photo posted by Cami Cilento (iamleaving2day) (@camilacilento) on


Paul Mccartney – no Metlife Stadium – dia 7 de agosto

US Open Tennis Championship – esse que faz parte dos Grand Slams acontece sempre no final do verão e os ingressos são hiper concorridos! Começa no dia 27 de agosto e a final é no dia 11 setembro.

Jerry Seinfeld – no Beacon Theatre – o comediante que é um ícone de NY se apresenta 1 vez por mês, as datas do segundo semestre são: 4 ago, 29 set, 6 out, 21 out e 2 dez.

Bruce Springsteen – no Metlife Stadium – dias 23, 25 e 30 de agosto.

Beyoncé – no Metlife Stadium – dia 7 de Setembro – ingressos no Stubhub. 

Megan Trainor – no Radio City Music Hall – dias 8 e 9 de Setembro

Adele – no Madison Square Garden –dias 19, 20, 22, 23, 25, 26  de Setembro – ingressos no Stubhub.

Exposição Rolling Stones Exhibitionism – Depois do sucesso absoluto em Londres, chega em NY em Novembro e os ingressos vão começar a ser vendidos em Setembro!

De bonus vou colocar algumas exposições que estão na minha lista para visitar:

Stuart Davis: In full swing – Whitney Museum – até dia 25 de setembro – vi algums fotos da obra desse artista e vou amanhã visitar!!!

Human Interest: Portraits From the Whitney’s Collection – Whitney Museum – até fevereiro de 2017 – essa exposição de retratos parece  

Martin Creed: The Back Door – Armory on Park – até dia 7 de agosto – essas são as últimas semanas para checar o trabalho inc’rivel de intervenção que o artista inglês Martin Creed fez no espaço maravilhoso do  Armory!

Who shot sports – Brooklyn Museum – até dia 8 de Janeiro – amo esportes e acho a fotografia de esportes muito insperadora, e essa exposição me chamou muito a atenção! Vou com certeza!

Take me, I’m yours – The Jewish Museum – de 16 de setembro até dia 5 de fevereiro – essa exposição vai convidar os visitantes a participarem da arte e vai ter o trabalho de 12 artistas que exploram esse conceito. Fiquei curiosa!

Klimt and the Women of Vienna’s Golden Age– Neue Galerie – de 22 setembro até 16 de janeiro – minha galeria favorita vai ter uma exposição dedicada ao Kilmt, e vai incluir 12 pinturas, 40 desenhos e outros trabalhos do artista. Imperdível!

Wednesday, July 27, 2016

Apple Dinner Bites: 10 idéias de restaurantes!

Faz tempo que eu não ando acumulando na minha lista de posts “To Do” uma série de restaurantes que fui nos últimos tempos! Eu gosto de juntar os restaurantes por temas ou regiões... Mas o tempo está passando e a lista está crescendo... Então vou descarregar eles aqui!


1.       The Ribbon (20 W 72nd street – 212 787 5656): essa é a melhor opção pós ballet/concerto/ópera no Lincoln Center. Amo para tomar um vinho delícia e pedir uma tábua de queijos e frios! Perfeito para uma noite mais fria!
2.       Le Coq Rico (30 E 20th St – 212 267 7426): para quem gosta de frango vai se surpreender com o menu desse restaurante, que oferece vários tipos de aves (você vai se impressionar com o menu que tem aves de diferentes idades/raças e que apresentam sabores totalmente diferentes)! Mas o que me surpreendeu mesmo foi a sobremesa maravilhosa (Ille Flotant)!
3.       Lucky Bee (252 Broome St – 844 364 4286): descolado, um menu asiático delicioso! Amamos para uma noite descontraínda, ainda mais numa “girls night out” pois a decoração é super feminina!
4.       Tanoshi Sushi Sake Bar (1372 York Ave – 917 265 8254): restaurant japonês escondidinho,que oferece um menu degustação absolutamente maravilhoso! Tem 3 turnos de jantar e é realmente importante reservar (sem reserva não se senta). Atenção: o restaurante funciona no esquema BYOB (“Bring you own bottle” ou “traga a sua própria garrafa”), então é importante se programar para levar a bebida alcoólica de sua preferencia (para comprar sake recomendo muito a Sakaya, loja especializada na bebida!).
5.       Café Altro Paradiso (234 Spring St – 646 952 0828): restaurante italiano maravilhoso! Amamos, chegamos um pouco mais cedo para sentar no bar! Comemos muitissímo bem!
6.       Shuko (47 East 12th St – 212 228 6088): acho que sem dúvida alguma foi o melhor restaurant japones que fui em toda a minha vida! Oferece um menu degustação maravilhoso e a qualidade dos ingredientes é surreal. O que chamou mais atenção foi a perfeição com que o sushiman preparou os sushis e saímos de lá maravilhadas (e hiper pobres, preparem o bolso pois a experiência é cara, o menu degustação sai $135 por pessoa, sem incluir as entradas e as bebidas, no total gastamos mais do que $600, mas valeu cada centavo!).
7.       Indian Accent (123 w 56th St – 212 842 8070): fiquei maravilhada com esse restaurante indiano! Tenho gostado cada vez mais desse tipo de culinária, e esse é especial! A chef é fantástica e os pratos de comer ajoelhado. Sem contar o serviço incrível!
8.       Cosme (35 E 21st – 212 913 9659): esse restaurante mexicano virou o queridinho da cidade, ainda mais depois de ter aparecido na segunda temporada do Chef’s Table do Netflix! Eu amei, foi muito divertido, sentamos no bar, tomamos várias margueritas e amamos a comida! Recomendo muitissimo! Muito bom para ir numa turma também!
9.       The Fat Radish (17 Orchard St – 212 300 4053): um restaurante para tomar um brunch saudável! Amei o astral e a decoração! E a comida estava hiper saborosa!
10.   Fred’s: todos os domingos o restaurante da Barney’s (tem dois endereços na cidade e ambos deliciosos) serve um Brunch delicioso! Fomos para comer o bagel que só é feito aos domingos! Gostamos muito! O restaurante é perfeito para o almoço se for visitar a loja... Ainda mais em dias de extremo calor, chuva ou muito frio!

Tuesday, July 19, 2016

Apple Sporty Bites

Eu amo fazer exercício e adoro um programa divertido que faça a gente queimar calorias!  Eu já falei que amo correr, e dividi com vocês meus espaço preferidos para correr e também dividi algums dicas de academias legais. Então vou dividir com vocês 3 dicas de programas delícia para quem quer passear e ainda queimar de bonus as calorias da noite anterior...


1.       Chelsea Pier Golf Club: eu sempre tive vontade de ir a um “driving range”, aqueles espaços para você treinar as tacadas de Golf! Eu amei ir lá, é super fácil para alugar um taco se você não tiver e eles tem pacotes a preços muito bons a partir de 90 bolinhas! Programa hiper divertido!!!  Fora que a vista para o Hudson River é linda!!!
2.       Bike and Roll: a cidade é repleta de ciclovias lindas e um dos programas que mais gosto é andar de bike! Ainda mais quando o tempo está bonito e não muito frio! Para quem quer mesmo passear (sem limitação de ter que trocar de bike a cada 30 mins como o programa da Citi Bike) recomendo alugar bicicletas na Bike and Roll, que tem várias unidades na cidade e ótimas bikes!
3.       Brookyln Bowl: adoro jogar boliche, apesar que sou um desastre e sempre mando a bola para a canaleta! E quando combina ainda com boa música melhor ainda! Fora que o espaço é super bonito!
4.       Spin: Ping Pong lembra muito a minha infância e esse bar incrível no Flattiron District tem um monte de mesas de ping pong! Programa fantástico para uma Sexta a noite!
5.       Nike Running Club: não ia encerrar o post sem dar mais uma opção para quem ama correr... A Nike tem grupos de corrida super animados... É só se increver no link!

Apple Bites goes Green: beleza natureba

Eu comentei no Snapchat já faz um tempo como me sentia intimidada pela seção de beleza do Wholefoods! O fato é que na maior parte das revistas, blog e anúncios de TV a gente está acostumado a ver certas grandes marcas, então quando entramos numa Duane Reade, por exemplo, estamos extremamente familiarizados com as marcas e com o que esperar de cada uma delas... Sabemos que a Dove tem ¼ de creme hidratante, que a Revlon tinha a Cindy Crawford como garota propaganda por vários anos, que o Pantene é o shampoo da Gisele... Enfim, é muito mais fácil navegar pelas águas conhecidas!

Quando eu entro no Wholefoods, cadeia de supermercados incrível que é conhecida por trazer alimentos orgânicos e naturebas para a sua geladeira, e chego na sessão de beleza eu me sinto como se tivesse entrado num universo paralelo... São fileiras e mais fileiras de todos os tipos de produtos de beleza e higiene pessoal e eu fico lá olhando apavorada pois não reconheço uma marca sequer! E aí o que acaba acontecendo é que não compro nada, pois não consigo saber se estou comprando um shampoo Seda ou se achei o próximo Kérastase! Hahaha

Então me comprometi a estudar as prateleiras e a oferta de produtos para tentar navegar esse novo oceano: e já posso dizer que amei as minhas descobertas! Estão me pedindo esse post há um tempão, mas queria testar os produtos por pelo menos 1 mês para poder dar as dicas! E obviamente que esse é apenas o começo, pois ainda tenho muitas descobertas para fazer nesse novo oriente...


1.       MyChelle Perfect C Serum: estou amando esse serum de vitamina C! Passo todo dia de manhã antes de passar meu hidratante!
2.       MyChelle Dermaceuticals Supreme Polypeptide Cream: esse creme é ótimo para passar a noite, nutritivo sem pesar e gostei muito!
3.       Juice Beauty Green Apple PeelNightly Pads: esses algodões já umedecidos com Green Apple Peel são fantásticos, gosto de usar á noite, depois que limpo o rosto, antes do hidratante.
4.       Thayers Witch Hazel Rose Toner: esse tonico é o meu preferido e uso todos os dias depois de lavar o rosto.
5.       Dr. Hauschka Soothing Cleansing Milk: nos dias em que minha pele está mais irritada amo esse demaquilante... Muito bom!


6.       Everyday Shea Baby Shampoo & Body Wash: amo o cheiro desse multiuso, uso como sabonete liquido e às vezes como shampoo.
7.       Acure Leave in Conditioner: esse spray super levinho com oleo de Argan é fantastic e eu dou umas borrifadas depois que seco o cabelo! Tem um cherinho de green tea gostoso!
8.       John Masters Organics Lavender & Avocado Intensive Conditioner: esse condicionador virou meu favorito, meu cabelo ficou super hidratado desde que comecei a usar!
9.       EO Organic Lavender Hand Sanitizer Spray: detesto aquele alcool em gel para limpar as mãos, porque acho que deixa a mão melada e tem cheiro ruim! E ai em NY, andando no Metro 100% do tempo, não tem como sobreviver sem um! Esse aqui me salvou, o vidrinho mini é perfeito para a bolsa e tem cheiro de lavanda! A e o melhor não mela a mão e não é gel!
10.   EO Organic Deodorant Wipes: Em tempos de calor infernal na rua, amei esses lencinhos unitários de desodorante! Fantásticos para o meio do dia, e também para viajar!!!


Tuesday, July 12, 2016

Apple Bites goes to Greenpoint

Nossa eu estou amando as descobertas que andei fazendo em Greenpoint... Esse bairro que fica ao norte de Williamsburg é a próxima fronteira “cool” e descolada da cidade! Eu já tinha contado aqui no Greenpoint Fish and Lobster (que estou louca para visitar de novo) e agora vou passar mais 3 dicas incríveis para quem vai visitar a região, na realidade dá até para fazer os 3 na sequencia!!!


1.       Torst: Esse bar é simplesmente incrível, principalmente para quem ama cerveja! Eles servem mais de 20 tipos de cervejas “on the tap” e tem mais de 200 outros tipos de cervejas em garrafa/latas. A seleção é incrível e o mais impressionante é o conhecimento dos barmens sobre as cervejas: eles contarão detalhes sobre a produção de cada uma e sobre todas as características delas! Eu achei o lugar super descolado, o bar lindo e acho que vale muito a pena conhecer! (615 Manhattan Avenue – Greenpoint)
2.       Luksus: esse restaurante estrelado (1 estrela Michelin) é fantástico! Ele fica escondidinho, nos fundos do Torst, o que faz ele ser ainda mais charmoso! O chef Daniel Burns é canadense e morou por vários anos na Europa e trabalhou no Noma. De lá que vem a inspiração nórdica do menu. Eu acho que ao contrário de outras cozinhas (como a italiana, por exemplo) que são bas tante democráticas, o Luksus tem um menu mais aventureiro: então se você quer aproveitar de fato, não pode ter medo de experimentar novos sabores e tem que gostar bastante de verdes e vegetais aleatórios. Dito isso, o menu degustação desse restaurante (que senta aproximadamente 20 pessoas no máximo a cada turno) é extremamente surpreendente! Aconselho muito reservar para ficar no balcão e observar de perto cada detalhe do preparo dos pratos (o chef faz tudo na sua frente e a técnica e a limpeza da cozinha são impressionantes)! Outro fator interessante, eles só servem cerveja (fiéis ao Torst) e tem um menu de harmonização de cervejas especial para acompanhar o menu degustação que achamos hiper interessantes e apenas adicionou a experiência como um todo! (atenção: precisa de reserva!).  (615 Manhattan Avenue – Greenpoint)
3.       Van Leeuwen Artisan Ice Cream:acreditam que depois das cervejas, do menu degustação incrivel, ainda saímos do Luksus e ficamos curiosos com o movimento da sorveteria que fica logo na frente!!! E valeu cada caloria! Estávamos super carentes de uma sorveteria estilo a Bacio e ficamos muito felizes de ter achado essa! Originalmente eles começaram no Brooklyn, mas tem outras lojas na cidade (que já estão na minha lista de lugares para visitar)!!! (620 Manhattan Ave. Outros endereços nesse link.)



Friday, July 8, 2016

Apple Décor Bites: dicas para quem ama decoração



Quem me acompanha desde o começo sabe que eu amo decoração... Já falei até que bastante desse assunto e cheguei até a ensaiar um blog sobre o assunto que pretendo resgatar um dia ainda! O mais legal de ter mudado para Nova Iorque foi ter a chance de decorar mais um apartamento por completo. Eu fiquei um pouco triste no começo porque ia deixar a minha casinha de vila tão querida (aluguei ela por enquanto que estou aqui...). Mas quando vislumbrei que ia poder decorar mais um apartamento e o melhor de tudo comprar peças que eu sempre amei fiquei absoluamente maravilhada!

Eu contei bastante sobre o processo de desapego que rolou lá no meu snapchat (iamleaving2day): afinal de conta os apartamentos aqui são muito menores que minha casa de São Paulo, e para completar tem armários muito menos generosos do que os que tinha na minha casa! Então depois de um certo luto eu usei a chance para revisitar tudo o que eu tinha, avaliar o que realmente eu amava (num processo meio parecido com o daquelajaponesa famosa) e selecionei as peças que realmente amava da minha casa para levar.

Uma parte fácil foram os móveis, pois eu aluguei a minha casa mobiliada então não tive que pe preocupar muito com eles, mas os enfeites, quadros e itens de estimação, esses sim tive que reavaliar e escolher o que trazer e o que guardar. E foi um processo muito interessante pois tive a chance de vender tudo aquilo que não fazia mais sentido e que não ia guardar nem levar. Também doei uma quantidade enorme de roupas que não tinham mais propósito seja porque não cabiam mais ou porque não usava mais! No final das contas, me vi extremamente feliz em ter vendido tudo e doado uma boa parte. Acho que na pressa de ver o nosso cantinho decorado fiz muitas compras impulssivas de itens que na realidade tinham pouco significado para mim. Então o que parecia ser um processo dolorido, virou um grande alívio. Outro ponto também é que o fato de eu ter casado tão cedo e numa época em que ainda parecia fazer sentido ter um jogo de café de prata por exemplo, acabei com muitos itens em quantidades absurdas (oi jogo de copos de cristal para 48 pessoas!) e que não fazem sentido algum na nova vida prática de NY.

Então encarar essa mudança foi fantástico para eu perceber que definitvamente não precisava de tudo aquilo (bye bye jogo de chá e café com friso dourado) e podia ter tudo em jogos menores e mais selecionados! Por exemplo: aqui em NY eu tenho 3 jogos de pratos para 6 pessoas (e que se misturam lindamente se precisar servir mais pessoas, o que parece pouco provável de acontecer)! A única coisa que me incomoda um pouco é que tenho um número menor de superficies livres para colocar enfeites (adoro um enfeite novo), mas logo percebo que isso é uma coisa positiva pois o fato é que não preciso de mais um enfeite de cobre lindo! Mesmo com toda a conciência de ter menos coisas, mais bonitas, práticas e selecionadas, ainda cometi alguns erros ao longo do percurso (comprei um jogo de lençol que estou querendo muito trocar pois cheguei a conclusão que os melhores da vida são os de linho pois já são naturalmente amassadinhos)!

Tudo isso para dividir com vocês as lojas daqui eu amo e aonde comprei a maior parte das coisas aqui de casa. Essa é uma pergunta que sempre recebo no Snap e no Insta, então segue a minha listinha de ouro!

Para os Neat Freaks de plantão:
Muji: Essa loja deixa qualquer pessoa com TOC no céu!!! Potinhos, cestas, sacolas, bandejinhas, ... Tudo mega minimalista e fruto do puro design japonês!
Container Store: outra loja que é capaz de levar os obcecados por organização a uma síncope! Eu tenho que me segurar muito para não comprar coisas inúteis!
Bed Bath and Beyond: um clássico das lojas para casa! Cheia de utilidades e inutilidades! Evito entrar lá sem uma lista ou corro o risco de voltar com tudo o que não preciso. 
Sur La Table: Eu amo uma loja de cozinha e de todas acho que essa é a minha favorita. Outras boas opções são a Williams Sonoma e a Whisk.

Toques de Decoração:
West Elm: eu amo a estética dessa loja e a paleta de cores das coleções sempre me chama a atenção... Esse é o meu lugar favorito para comprar artigos para a cozinha e acessórios como pratos e copos (eles tem uma coleção com a Fishs Eddy que é demais)! Também amo os lençóis de linho (que estão na minha lista de desejos desde que dormi na casa da minha Best Friend!).
Urban Outfitters: quando preciso achar algo descolex esse é o lugar aonde procuro! Loja mega jovem e para itens de decoração sempre recomendo o site! Além disso os preços são ótimos!
Jonathan Adler: quando falta aquele toque especial, a cereja do bolo, essa loja é a minha preferida! Digo a cereja do bolo pois ela não é muito barata, então ela serve mesmo só para achar aquele item único que vai dar o toque final!
Anthropologie: essa é uma velha conhecida de todos e eu ainda me surpreendo com a variedade de itens para a casa! No site a linha de móveis é ainda mais incrível!

Móveis com design:
CB2: assim como a West Elm é a linha mais jovem da Pottery Barn, a CB2 é a irmã do meio da Crate and Barrel (a loja tradicional ainda conta com uma irmã mais nova, a Land of Nod, que tem coisas lindas para crianças!)... Eu amo tudo da CB2, eles tem ótimos acessórios para decoração, uma linha linda assinada em conjunto com o Lenny Kravitz, e tem ótimos coringas como os móveis de acrílico!
Bludot: cai de amores pelas cadeiras de cobre! Simplemente lindas! O design dessa marca é demais e tem móvies com preços ótimos!
DWR: eu amo design assinado e essa loja é a que tem os móvies de design mais incriveis... Investi em cadeiras Eames e também na edição limitada da Series 7 Chair que foi amor a primeira vista!
RH Teen: de toda a cadeia extensa de lojas daRestoration Hardware, a que eu ando amando é a RH Teen, voltada para pessoas que nunca saíram da adolescência e que tem uns achados muito bons!
Ikea: a TokStok e a Etna ainda vão ter que sambar muito para chegarem perto da experiência de se visitar uma loja da Ikea! Sempre falo que comprar nessa loja é uma arte, pois ao mesmo tempo que pode achar alguns móveis atemporais e que vão durar uma vida, pode se deparar com algumas aberrações de compensado! Então para comprar lá você precisa de um PhD no catálogo! Recomendo visitarem uma, com paciência, chegando logo que a loja abre (e ainda está organizada) e de preferência durante a semana (pois não vai encontrar tantas crianças). Prometo um post especial com tudo de mais incrível que aprendi sobre a Ikea ao longo dos anos... Mas ja adianto alguns dos meus preferidos: Ikea PS Cabinet,Sinnerlig Coffee Table e o Stockholm Rug. Muita atenção na sessão de cozinha: é fantástica e tem muitos baratex incríveis!
ABC Carpet and Home: essa loja é de enlouquecer! Além de ser gigante, a seleção de produtos é surreal! Se você procurar bem vai achar de tudo: móveis da linha própria (que são lindos e tem preço ótimo), tapetes incríveis, móveis de design assinado, itens para a cozinha e mesa artesanais... Enfim vale a visita nem que seja só para ficar lá admirando!
Room and Board: design simples e com funcionalidade! Amo essa escrivaninha e posso colocar a minha mão no fogo por esse sofá cama (que abriga um colcão inflável incrível!).


Muito amor pelo Obama


Friday, July 1, 2016

Apple Bites: Lobster Rolls

Quem me acompanha desde o começo sabe do meu amor por Lobster Rolls e em especial por minha obsessão com o Pearl Oyster Bar! Se você ainda não foi lá, não fica marcando bobeira há quase 10 anos continua sendo o meu restaurante favorito em NY sem nunca decepcionar! Mas pelo amor do Nosso Senhor Lobster Roll eu ando provando outros ultimamente e tenho mais sugestões! Então aqui vai a lista dos top 5 Lobster Rolls da cidade... Não precisa nem adivinhar qual é o primeiro ne?!?



1.       Pearl Oyster Bar: esse é o lobster roll que ganhou meu coração! Dificil quando o primeiro que você come na vida é esse, pois a comparação com os outros parece quase injusta de tão divino! Outros pontos que sempre me deixam feliz: (1) o restaurante é charmosinho e pequenino e fica numa rua fofinha no West Village, (2) amo que não precisa se reserva, é só chegar chegando, pode ter uma espera, mas nunca é muito e sempre mato o tempo já bebendo uma cervejinha, (3) o cardápio oferece outras opções de prato caso a sua companhia não goste de lagosta ou de maionese (aprendi que maionese é um item polêmico que deixa as opiniões divididas), (4) não existe uma batatinha frita tão deliciosa quanto a que acompanha o Lobster Roll, (5) e óbvio o Lobster Roll em si que é a perfeição na Terra! Se eu ainda não te convenci nem sei mais o que conto aqui! (18 Cornelia Street)
2.       Grand Banks: essa foi uma das grandes descobertas do meu verão aqui... Mas já vou avisando que conforme eu for descendo a lista, nenhum Lobster Roll vai ser o do Pearl. Todos são muito bons, mas diferentes! O que eu amei desse lugar é o fato de que o restaurante fica em um barco atracado no Pier 25 (uma observação super importante: o Grand Banks so fica aberto no verão! Cheque o site deles antes de se aventurar até lá!) e esse pier tem uma vista incrível! Por essa razão obviamente recomendo ele para dias lindos (ir lá com chuva não é um programa recomendado, acho que não devem nem abrir...). Eles tem alguns horários para reserva via o Open Table, mas no geral para os horários mais concorridos (final da tarde perto do Por do Sol) é um restaurante que não aceita reservas. Em dias bonitos pode ter certeza que encontrará uma fila... Mas seja paciente, vale a pena! Vamos ao assunto principal desse post, o Lobster Roll: de todos os outros que provei esse é o melhor (só perdendo para o Pearl)! Eles só servem uma sobremesa: se você gosta de morangos e mascarpone não hesite em pedir!
3.       Greenpoint Fish and Lobster: Eu falei desse restaurante em Greenpoint há umas duas semanas e ele não poderia deixar de entrar para a minha lista! Ele é pequenininho, nem adianta inventar em ir lá numa turma porque a chance de sentarem todos juntos é minima. Dito isso, se jogue nas Micheladas (drink mexicano) e peça o Lobster Roll! É maravilhoso! (114 Nassau Avenue)
4.       Red Hook Lobster Pound: Eu experimentei esse na semana passada, comi direto no Foodtruck! Mas depois da primeira experiência confesso que estou extremamente curiosa para visitar o original que fica em Red Hook (bairro conhecidissimo por causa da Ikea!) e que também foi retratado no ultimo filme na Anne Hathaway (The Intern)... Eu gostei muito da lagosta  e já estou me programando para ir até lá no final de semana! 
5.       Mary’s Fishcamp: o fato é que esse é uma cópia exata e absoluta do Pearl. Literalmente! A chef do Mary’s trabalhou no Pearl antes e simplesmente copiou a fórmula. Eu não costumo gostar de cópias, e o fato é que se eu for até o West Village eu prefiro ir no original, mas outras pessoas discordam e também amam o Mary’s! Como ele sempre causa discórdia, tinha que mencionar aqui! O Lobster Roll é tão fantástico quanto o do Pearl. A única razão chance de você me encontrar no Mary’s (não consigo trair o Pearl com facilidade) é se uma vontade avassaladora de comer Lobster Rolls vir justamente num domingo, ja que só o Marýs abre nesse dia!

Thursday, June 23, 2016

Snapchat: Dicas instantâneas e em tempo real!

Nossa o que eu recebo de mensagens de gente que me acompanha no blog e no Instagram, mas que não segue o Snapchat... E todas elas me pedem para colocar os vídeos do Snap aqui...

Eu vou dizer que eu mesma demorei muito tempo para aderir ao Snap, não entendia como funcionava, achava que um conteúdo que some depois de 24 horas não fazia muito sentido e não queria ter que cuidar de mais uma rede social! Mas não só me converti ao Snap como é a minha rede social favorita! 

Não sei ainda explicar o porquê, mas acho que o fato de que você não pode editar os vídeos e de que tem que postar imediatamente acaba fazendo tudo parecer meio caseiro, e isso faz com que todo mundo que te acompanha se sinta muito mais próximo! Muito engraçado pois é uma proximidade de quem me acompanha que nunca esperei ter e estou conhecendo um monte de gente bacanérrima!

Postar todos os vídeos aqui eu acho que perde um pouco o sentido porque o que mais gosto do Snap é que é uma ferramenta instantânea e que permite um contato super direto com o leitor! Eu vou postar um vídeo da semana passada para vocês verem como é legal! Muita dica que não tenho tempo de dar aqui estou dando por lá e acabo levando os meus seguidores para passear comigo! Então fica aqui um convite para me seguirem por lá! 




Wednesday, June 22, 2016

Apple Bites Day Trip: The Glass House and New Canaan

No ultimo feriado que teve aqui não nos programamos com antecedencia para viajar e acabou que ficamos na cidade. Então resolvi aproveitar o Domingo para conhecer um lugar diferente! Tem vários programas incríveis para se fazer no entorno da Big Apple (viagens de até 1 hora, de trem sem stress) e acabei escolhendo esse porque amo arquitetura e fiquei muito curiosa para conhecer a The Glass House, casa projetada pelo renomado arquiteto Philip Johnson e que virou parte do National Trust for Historic Preservation em 1986 e foi aberta ao público em 2007.


A The Glass House fica em New Canaan, em Connecticut, mais ou menos 1 hora de trem de NY! Vou começar avisando que a visita tem que ser programada com antecedencia pois o acesso a casa é hiper controlado (eles não aceitam crianças com menos de 10 anos e apenas um número limitado de pessoas podem visitar ao mesmo tempo). Então você tem que marcar a visita pelo site, comprando os ingressos por esse link e recomendo muito fazer o tour (GLASS HOUSE + GALLERIES TOUR). A casa é de uma riqueza de detalhes arquitetonicos e o Philip Johnson e seu companheiro David Whitney eram ávidos colecionadores de arte moderna, então o tour é realmente incrível para entender mais sobre a historia do lugar e das obras de arte ali expostas! Esse ano a artista plástica japonesa Yayoi Kusama tem duas instalações incríveis expostas na propriedade então é mais um bonus do passeio!  


Chegar lá é hiper fácil e recomendo muito fazer a viagem de trem! Além de ser mais prático, o estacionamento da Glass House é pequeno em tem um número de vagas limitadas (que precisam também ser reservadas com antecedencia). Você pode pegar o trem na Grand Central (que é um adendo ao passeio já que a estação é um ícone de NY) ou também na estaçao 125 St no Harlem. Você precisa pegar a linha Metro North New Haven Line para New Canaan (durante a semana o trem vai direto para lá, nos finais de semana você troca de trem em Stanford). Leva mais ou menos 1 hora e o centro de visitantes da Glass House fica literalmente em frente à estação de trem!


A viagem ainda conta com um bônus que não estava na nossa mente quando embarcamos: New Canaan é simplesmente encantadora! A cidadezinha é uma das mais ricas do Estados Unidos, tem um centrinho hiper charmoso que nos deixou de queixo caído (pois não esperávamos)! Cheio de lojinhas bonitinhas (J.Crew, Polo, Space NK, Blue Mercury, ...) e também alguns restaurantes fofinhos (sem contar a Le Pain Quotidien perfeita para um café da manhã)! Gostamos tanto que ficamos passeando e fazendo planos para morar lá no futuro hahah...